Marconi trocou perdão fiscal da JBS por apoio de Júnior Friboi em 2014

Vale a pena relembrar este fato escabroso da política goiana que mostra nitidamente como o governador Marconi Perillo (PSDB) atua em troca de apoio político para se manter no poder. Em 2014 o tucano foi acusado de trocar o perdão fiscal da JBS para obter o apoio do então pré-candidato a governador Júnior Friboi à sua candidatura

O esquema foi exposto na coluna Esplanada, assinada pelo jornalista Leandro Mazzini (http://colunaesplanada.blogosfera.uol.com.br/2015/01/31/o-boi-de-r-1-bilhao-agita-o-curral-eleitoral-de-goias/) . Ele lembrou que o senador Ronaldo Caiado apoiou apuração do MP em relação ao crime de responsabilidade pelo governador.

Conforme relata a matéria, durante sua pré-candidatura ao governo de Goiás Júnior Friboi sofreu ataques do Palácio das Esmeraldas para fazê-lo desistir da disputa. A empresa de sua família, a JBS (envolvida nos recentes escândalos nacionais), foi inscrita pelo governo estadual na dívida ativa sob acusação de sonegação fiscal. A pressão teve resultado rápido.

Depois da dívida vir à tona, Júnior Friboi desistiu da disputa e ofereceu seu apoio à candidatura de Marconi Perillo, passando a fazer críticas ao partido opositor. A fatura não demorou a ser paga. Pouco depois a JBS conseguiu perdão fiscal de mais de R$ 1 bilhão - benefício que agora está sendo investigado pela PGJ.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

Cidade Ocidental . net

0 comentários:

Postar um comentário